Aleluia

Um soldado para casa voltou
Um garoto doente se curou
E não há trabalho no bosque sob a chuva
Um desamparado se salvo por causa de uma boa ação
E hoje ninguém o depressa

Aleluia
Aleluia
Aleluia
Aleluia

Um ateu que começou a crer
Um faminto hoje tem o que comer
E doaram a uma Igreja uma fortuna
A guerra logo se acabará
E no mundo enfim reinará a paz
E não haverá miséria alguma.

Aleluia
Aleluia
Aleluia
Aleluia

Por que a norma será o amor
E não governe a corrupção
Senão o bom e o melhor da alma pura
Que Deus nos proteja de um triste fim
E que um dia possamos nos compreender
E que acabem com tanto ódio
Aleluia

Aleluia
Aleluia
Aleluia
Aleluia
Aleluia

Anúncios